terça-feira, 14 de maio de 2013

Angelina Jolie: uma mulher de coragem!

O assunto hoje é: Angelina Jolie!
Já a admirava, e hoje, admiro muito mais!
Para quem não sabe ela realizou a mastectomia radical nas duas mamas, após ter feito um aconselhamento genético, que lhe mostrou as chances de desenvolver a doença futuramente. 
Muitas mulheres ficam em dúvida se devem ou não fazer essa cirurgia profilática. Aliás, já me enviaram diversos e-mails perguntando sobre o assunto. Já escrevi uma vez sobre o aconselhamento genético, quando na época, procurei uma geneticista para avaliar meu caso. Afinal, eu ainda tinha (e ainda tenho) a outra mama e um ovário (o outro foi retirado para congelamento antes das sessões de químio, mas essa é outra história). Na época eu estava preocupada com essa questão: tirar ou não a outra mama. Mas depois da avaliação com a geneticista e uma consulta com um médico do INCA, decidi não fazer o novo procedimento. 
Existem alguns exames , BRCA1 e BRCA2, que podem determinar uma predisposição ao câncer de mama e ovário. Esses exames vão avaliar se mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 sugerem a participação de fatores genéticos herdados, como pode ocorre no câncer de mama e de ovário. Segundo o site http://www.fleury.com.br/, mulheres que herdam essa mutação em uma das cópias desses genes, apresentam risco de 50% a 87% para desenvolvimento de CA de mama e 44% para CA de ovário até os 70 anos de idade. Mas os médicos só recomendam a realização deste exame em determinados casos e exigem uma série de critérios, como por exemplo, ter histórico na família de parentes de primeiro grau (mãe, filha ou irmã) de casos de CA de mama ou ovário, não ter tido filhos e amamentado, ser jovem, etc. O protocolo para um encaminhamento deste exames seria de 20% , e na avaliação da minha médica o meu ficou em torno dos 7%. Então, no meu caso, este exame não foi recomendado.
O fato de eu ser jovem, não ter tido filhos e amamentado contribuiu para essa porcentagem de 7%. Pois, depois da cirurgia profilática, pode-se perder a sensibilidade das mamas e além disso, ainda quero ser mãe e se Deus quiser, amamentar meu filho, com uma mama mesmo..rsrs... Outro detalhe importante, e que talvez muita gente não saiba, é que não basta retirar apenas as duas mamas em uma caso como esse. Os ovários também precisam ser retirados. As mamas e os ovários, hormonalmente falando, estão ligados, e para diminuir as chances de desenvolver a doença, seria necessária a intervenção cirúrgica neles também. 
A matéria completa, com o texto da própria Angelina, segue no link abaixo:
Muito corajosa essa mulher! Tirei o chapéu!

12 comentários:

  1. Olá Amanda, minha história é parecida com a sua... Sou veterinária, tive c.a de mama aos 32 anos. Também ainda desejo ter filhos, e acredito que foi uma decisão mto corajosa da Angelina...é o assunto do momento né?

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    Voce gostaria de ganhar uma renda extra trabalhando com seu blog 1h por dia no seu computador?
    Não trata de vendas e nem de indicar pessoas
    Acesse nosso site: http://ganhosweb.com ou envei email para suporte@ganhosweb.com

    ResponderExcluir
  3. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  4. Olá, recentemente descobri que tenho cancer de mama e pesquisando encontrei teu blog que adorei e estou seguindo. Gostei tanto do que li, que senti igualmente uma vontade de criar um blog pra dividir tbm a minha estória, segue meu link e se quiser me visitar, será muito bem vinda! bjuss
    http://cancerdemamaumdesafio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Amanda ... navegando pela net na busca de informações e experiências sobre este universo a parte chamado "câncer", me deparei com o seu espaço e depois de muito explorá-lo como a de outras mulheres vivendo a mesma situação.
    Sempre gostei de participar do mundo das pessoas, sempre me interessei e sempre aprendi muito com estas "viagens", ainda que pelo sofrimento, o qual é a ferramenta que mais nos molda e agrega valores, de dentro para fora e de nós para todos.
    Só que agora o quadro é muito próximo de mim e estou com muito, muito medo.
    Minha cunhada perdeu o filho de 21 anos em um acidente de carro no dia 22 de maio de 2013.
    Exatamente no dia 26 de Junho, após um mês do falecimento, ela foi em uma consulta e tudo indica que ela esteja com câncer de mama.
    Desde o mês de janeiro deste ano ano que ela percebeu alterações, e por conta disso eu acredito que já esteja adiantado, entende ?
    O mamilo dela retraiu, o seio está completamente deformado, com um tumor considerável e vários outros completamente perceptíveis.
    A mamografia mostrou nódulos na outra mama e ela tbm percebeu embaixo do braço.
    A médica foi clara e antes do resultado da biópsia feita por punção ela já adiantou que é maligno.
    Minha cunhada retornará no dia 31 já com os resultados e quais serão os primeiros passos que ela terá que dar nesta luta.
    Me perdoe o desabafo, mas ninguém melhor do que quem passa por estas avalanches de sentimentos e emoções para entender o que a família está passando neste momento.
    Desejo-te tudo de bom e que o que vc mais deseja, floresça!
    Elaine Cristina

    ResponderExcluir
  6. Soneto do amigo

    Enfim, depois de tanto erro passado
    Tantas retaliações, tanto perigo
    Eis que ressurge noutro o velho amigo
    Nunca perdido, sempre reencontrado.

    É bom sentá-lo novamente ao lado
    Com olhos que contêm o olhar antigo
    Sempre comigo um pouco atribulado
    E como sempre singular comigo.

    Um bicho igual a mim, simples e humano
    Sabendo se mover e comover
    E a disfarçar com o meu próprio engano.

    O amigo: um ser que a vida não explica
    Que só se vai ao ver outro nascer
    E o espelho de minha alma multiplica...

    Vinícius de Moraes
    --------------------------------------
    DESCULPANDO-ME PELA AUSÊNCIA. ABRAÇOS ILUMINADOS...

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo blog
    Jesus já levou sobre si na cruz do calvário todas as nossas doenças, acredite sem duvidar no coração.
    Nunca deixe de procurar os médicos nem de fazer os tratamentos indicados pelos médicos, Deus nos cura de diversas formas, usando os médicos ( foi Ele que os constitui na terra para nos ajudar), ou por cura milagrosa. Devemos declarar a palavra de Deus, pois ela não volta vazia. Recebamos a cura que Jesus já nos deu.
    "Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades. Salmos 103:3
    “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
    Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” Isaías 53:4-5
    Jesus Te Ama

    ResponderExcluir
  8. Gostei do teu espaço.
    Este jeito de fortalecimento
    é maravilhoso. Um grande abraço

    ResponderExcluir
  9. Angelina Jolie é um belo exemplo de superação. Dê uma olhada nessa matéria http://viverembrasilia.com.br/cancer-de-mama/ . Se estiver interessada em parceria entre em contato, estamos interessados.

    ResponderExcluir
  10. Adorei sua matéria!! Parabéns!!! tenho em meu blog um assunto semelhante!!! www.empowernetwork.com/adrianot

    ResponderExcluir
  11. Olá! Sou aluna do Instituto de Psicologia -UFRJ, e juntamente com um grupo e 4 pessoas, estou fazendo um trabalho de Metodologia Científica que tem como tema " A importância dos grupos de apoio no combate ao câncer de mama! ". Seria de suma importância para nossa pesquisa, que pacientes que já passaram ou passam pelo câncer e que contam com a ajuda desses grupos, dessem a nós seu ponto de vista. O questionário é bem rápido, e anônimo, para total segurança da identidade de vocês! Desde já agradeço, aos que se disponibilizarem a responder.

    docs.google.com/forms/d/1MaWyNqZL0feOI7Z3wR0KI1jNdw6bsJyR80rKkI8tiks/viewform

    ResponderExcluir
  12. Eu tb tive ca de mama em maio 2014 com 34 anos, dois filhos e laqueada. Ja fazia exames a cada 6 meses, pois tenho duas irmas com ca de mama com menos de 40 anos. Fiz o teste do brca e tenho mutacao no brca2. Entao escolhi sem do nem piedade tb a mastectomia bilateral apesar do nodulo ter apenas 0,,8 cm! Axila negativa. Cirurgia grande mas com sucesso realizada. Nao me arrependo de nada. Fiz quimio pq era triplo negativo. E a monha opiniao e que as vezes precisamos abrir mao de alguns desejos para fazermos o melhor: ser mae, vc pode ser adotando e tb sera uma mae feliz, amamentar muitas maes que nada tiveram na mama as vezes nao conseguem amamentar e nao deixam de serem otimas maes e terem filhos saudaveis. So nao podemos e se arriscar a passar tudo de novo. Te digo isso pq minha irma tevr ca de mama com 29 anos um tumor de origem hormonal e um tumor de 2 cm com axila negativa. Fez quadrantectomia fez quimio pesada, fez 34 sessoes de radio usava tamoxifeno e no final dos 5 anos a doenca voltou metastisada na regiao de col dorsal figado e talvez no pulmao. Devastador! Uma luta retornando e vai voltar pra quimio agora com arimidex zometa e com as duas mamas lindas sem filho e sem marido pq ele que tanto queria ser pai, pulou fora do barco! Minha irma passou por tudo isso na tentativa de realizar um sonho que a sociedade impoe como o unico que te faz feliz: casar gerar um filho nove meses e amamentar exclusivamente com leite materno .... em primeiro lugar ame vc! A sua vida com filho de coracao ou de sangue, com seio ou com proteses e eu amo as minhas! com ovario ou sem ovario .... o que importa e estar em paz consigo mesma e com sua saude equilibrada! Espero ter ajudado!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui: