quarta-feira, 6 de maio de 2015

E as químios continuam...


Como contei no último post, ia para a 4ª sessão e foi à última com o medicamento Caelyx – o tal “vermelhinho” (associado ao Genuxal, outro quimioterápico). Porém, este que usei foi uma forma mais evoluída e mais moderna da mesma medicação que havia usado da primeira vez. Como fui submetida à antraciclina convencional em dose máxima anteriormente, desta vez ela teve de ser substituída pela antraciclina lipossomal. Essa droga tem os efeitos colaterais bem mais “tranqüilos” (ou menos piores) que a primeira citada. Nem se comparara o que senti da primeira vez com esta agora. Apesar de não ser nada bom. Um dos benefícios do Caelyx é que não tem alopecia, a queda dos cabelos. Porém, depois desses quatro ciclos iniciais ainda tem mais 12 sessões de taxol, o segundo medicamento que estou usando. De todos os efeitos colaterais que o taxol pode oferecer talvez o mais difícil (pelo o menos para mulheres que gostam de ter cabelos), seja a alopecia.

Mas como sempre há uma luz no fim do túnel, nos últimos anos foi desenvolvida uma TOUCA HIPOTÉRMICA composta de hidrogel que reduz a queda do cabelo em pacientes que estão em quimioterapia. A touca é congelada em baixas temperaturas e colocada no paciente 15 minutos antes e durante a medicação. Ela resfria o couro cabeludo, diminuindo a circulação sanguínea no local, restringindo a passagem do medicamento aos folículos pilosos, e assim, reduzindo a queda capilar. Essa touca vêm apresentando ótimos resultados, mas ainda há muitos estudos sendo realizados para avaliar a sua eficácia. Os especialistas recomendam alguns cuidados durante seu uso, como: molhar o couro cabeludo antes de usá-la, trocá-la de 30 em 30 minutos aproximadamente para que o couro continue resfriado por toda a sessão de químio, deixar 15 minutos a mais após acabar a medicação (este último descobri só agora pesquisando e nunca fiquei esse tempo depois) e após seu uso evitar lavar, usar secador, amarrar e escovar os cabelos, o que faz sentido, já que cada vez que praticamos algum desses atos, o cabelo cai consideravelmente, ou pelo menos comigo está sendo assim.  Estou usando a touca nas sessões de taxol, apesar de ainda estar avaliando seus benefícios, posso dizer que meu cabelo está bastante ralo, caindo gradativamente, diferente da primeira vez, que caiu praticamente todo em uma semana. Acredito que a touca esteja segurando realmente a maior parte do meu cabelo, pois no meu caso, houve redução da queda, está muito ralo, acredito que perdi cerca de 40%, tanto que acho que em breve vou aderir os lenços e chapéus novamente. Como ainda estou na 6ª sessão de taxol, ainda não sei como ficarão meus cabelos até acabarem as químios. Não gosto daquela aparência de cabelo muito ralo, com falhas no couro cabeludo, pois fica estranha, com “cara de câncer” (quem gosta?). Ainda ando me questionando se prefiro ficar careca de uma vez ou se agüento fios caindo no banho, na escova, no travesseiro, na comida. E o pior é que os primeiros cinco minutos com essa touca são os piores, pois congela mesmo a cabeça, parece queimar o couro cabeludo e nesses minutos dá vontade de desistir. Choro toda vez. Depois passa e parece que anestesia tudo e você consegue suportar. Daí, depois de meia-hora vem outra touca e começa tudo de novo. Também há o incômodo de já estar fazendo químio e ficar com uma touca igual um capacete pesado na cabeça. Um saco - é a verdade! O problema de ser careca de novo é que também é um saco esperar até que os cabelos tomem forma e cresçam “bonitinhos”. Se deixar o cabelo ficar ralo eles podem crescer e endireitar mais rápido, mas as toucas seriam necessárias até chegar nesse dia. Então, se quiser continuar com os cabelos, força na peruca, ou melhor, força no couro cabeludo..rs!

Antes de iniciar o taxol, cortei os cabelos na altura do pescoço, para poder gerenciar melhor a queda e ser menos “doloroso”. Porque sim! O cabelo importa sim! Já fui careca uma vez, gostei de usar lenços variados, andar careca, me sentir “mais livre”, foi diferente, por vezes divertido, por vezes triste, mas não gostaria de passar por isso de novo. Mas se tiver que passar, vamos lá, vai passar, é só uma fase. Por enquanto, vou continuar usando a touca, lavo o cabelo umas duas vezes na semana, penteio pouco, não uso secador, e depois, vamos avaliar o seu resultado. A sobrancelha, que já não quase existia desde a primeira vez (fiz tatuagem definitiva), os fios que restaram estão sumindo e até a tatuagem parece estar falha em alguns pontos. Já estou pesquisando aonde retocar. A sobrancelha muda o rosto. É melhor ter uma!

Na primeira fase (com o Caelyx de 21 em 21 dias) tomei algumas medicações para enjôo e estômago (e outras coisinhas) durante e depois das químios, mas na fase taxol (semanal, com uma folga depois de 3 semanas) só uso medicações durante a sessão de QT. O bom é que tem uma que dá um sono gostoso, que apesar da touca dar uma acordada na gente, ainda dá pra relaxar, tirar um cochilo.

Apesar de estar sendo submetida ao dobro de químios da primeira vez (dessa vez 16 no total), os efeitos colaterais estão realmente mais amenos e mais suportáveis. Não gosto de ficar falando de sintomas, mas para poder compartilhar e trocar experiências com quem está passando pelo mesmo problema, acho bom comentar. Sinto geralmente uma sensação de esquisitice que é difícil de explicar, até agora um pouco de cansaço nessa fase mais recente, algumas dores musculares (nas costas principalmente), tive mucosite (aftas), dor de cabeça, manchas e descamação da pele, sensação de paladar alterado e gosto ruim na boca nos primeiros dias após a aplicação, além da sensação de remédio no corpo (essa já deve ser coisa minha), leve neutropenia e leucopenia, e uma levíssima anemia (essas últimas são normais para quem faz químios). Nesta fase a imunidade tem altos e baixos e aumenta o risco de se contrair infecções, por isso, é importante se preservar e ficar quietinha, longe de aglomerações e lugares fechados principalmente. As minhas veias também estão precisando de cuidados especiais, pois como só posso usar o braço esquerdo (no direito fiz esvaziamento axilar) o coitadinho está ficando bem “detonadinho”, tive flebite, asclerose e cada vez está mais difícil achar um acesso de primeira, mas estou cuidando agora com algumas compressas diárias de infusão de flor de camomila e exercícios com aquelas bolinhas para apertar. Eu não poderia deixar de citar a chata da menopausa (temporária, assim espero), que me trouxe novamente as ondas de calor, sudorese noturna e outras chatices.

Dessa vez a ideia era falar sobre as químios, reações e a touca principalmente, mas já estou preparando um novo post mais reflexivo...rsrs.

A primeira foto foi durante a primeira químio com o Caelyx e antes de eu cortar os cabelos (eu e mami). Na segunda estou usando a touca hipotérmica que está enrolada com uma faixa para fixar melhor no couro cabeludo.

No mais, é vida que segue...  
                                                                                                
Abaixo seguem links de algumas reportagens sobre a touca hipotérmica:





13 comentários:

  1. Olá minha linda!! Sigo o teu blog e li todos os teus posts... És sem duvida uma linda mulher corajosa!
    Também a mim me foi diagnosticado no passado mês de Março cancro de mama... aguardo a cirurgia que espero que seja em breve! Tabém fiz um blog onde partilho e desabafo o meu dia a dia... Chama-se... Cancro- a batalha que não escolhi.

    Beijinhos cheios de luz e muita MUITA FORÇA!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei saber como está seu tratamento. Fiz meu primeiro ciclo de taxotere e tive muitas reações.

    ResponderExcluir
  3. Ei menina, precisamos nos ver, de Brasília, Amiga do Peito, e não nos vemos...estamos em falta com você... Abraço carinhoso Francisca Spindola

    ResponderExcluir
  4. Amanda querida, eu sigo os mesmos caminhos, porém CA de ovário, as últimas quimios tbm não me caíram os cabelo, apesar de apresentar outras reações, sempre é uma luta. Seguimos contudo, pois a vida vale a pena. Bjs e força a nós.

    ResponderExcluir
  5. Ola Amanda, comprei as toucas, mas estou enfrentando resistência dos médicos, que alegam não ter efeito. Como vc fez para congelar as toucas? Podemos congela-las no freezer de casa? Ainda vou começar o tratamento com 04 sessões da vermelha. Obrigada seu blog e uma luz. Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi, Aline! As toucas são do hospital, não tenho nenhuma. Mas sei que eles congelam em um freezer a baixas temperaturas. A touca funciona sim! Meu cabelo teve queda, mas não caiu, entende? Está bem ralo, mas acho que vale a pena sim. Porém, vale lembrar que cada caso é um caso e já ouvi falar de pessoas que não caiu quase nada, como também ouvi falar de pessoas que o cabelo caiu na segunda sessão mesmo usando a touca. Ou seja, cada organismo reage de uma forma. Os médicos ainda tem resistência pois a touca é pouco estudada e conhecida. Use-as!!!!

      Excluir
    3. Oi Amanda, aqui no Rio não temos ainda esta touca.. ainda nao tive experiência com nenhum paciente... Mas tem paciente que nao tem tanta queda quando faz o taxol semanal, você acha que pode ter sido so a isso ou a touca ajudou mesmo

      Excluir
  6. Obrigada pela sua partilha,que tenho a certeza a muitos ajudam. Pessoalmente passo por uma fase de diagnóstico bem complicado no âmbito oncológico...já marquei lugar para voltar...Que tudo corra pelo melhor e em breve esteja recuperada de novo.
    Bjs
    Maria

    ResponderExcluir
  7. Amanda! Amei seu Blog, me chamo Ana Carolina sou médica Oncologista no Rio de Janeiro. Estou tentando começar um blog sobre informações etc... Gosto muito de ler as experiências, acho que venho parecendo muito com seu blog.
    Gostaria se fosse possível que você me sugerisse algum tema que eu pudesse escrever no meu blog para ajudar também a informar um pouquinho!!
    Parabens por tudo!!!
    Abraço Ana Carolina Nobre

    ResponderExcluir
  8. Conheci seu blog hoje e a cada post que eu vejo é de me emocionar mesmo. Legal demais!

    ResponderExcluir
  9. Vou começar a quimioterapia vermelha em breve e vou usar a touca que é ligada no aparelho, ou seja, não precisa trocar. Mas algumas pessoas dizem que pra "vermelha" nem adianta, que vou jogar dinheiro fora. O que você acha? Pra vermelhinha, funciona? Sei que não podem garantir nada 100%, mas acho que vale a pena tentar. Moro no Rio.

    ResponderExcluir
  10. Eu consegui as toucas e usei na quimio vermelha, o meu cabelo caiu, mas não caiu todo, sobrou o suficiente para fazer um coque sem falhas na cabeça, mas na mesma clinica em uma outra paciente o cabelo caiu todo. Eu lavava o cabelo 01 vez por semana e não ficava penteando.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui: